CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE ANGOLA

Economia Angolana

ANGOLA, NATUREZA, CLIMA E SOCIEDADE

O postal de um país que renasce com a paz
Bem Vindo à Angola

(Palanca Negra Gigante: Exemplar único no mundo apenas existente em Angola)

DIA DA INDEPENDÊNCIA NACIONAL 
– 11 DE NOVEMBRO DE 1975 -

MOEDA NACIONAL – KWANZA 
POSTAL DE ANGOLA

TERRITÓRIO E FRONTEIRAS

Angola nos seus 1.245.700 km2 da superfície, alberga entre as sua fronteiras, povos que em século idos, formavam nações ( Reinos do Congo, Matamba e Benguela ), com estrutura e organizações social muito próprias. O evoluir da história determinou as fronteiras que hoje conhecemos, o que significa que nas dezoito províncias que compõem a actual divisão administrativa, habitam sete comunidades culturais autóctones, das quais emergem outros subgrupos ( acerca de cem) que se destinguem pelas suas particularidades sócio- linguísticas e culturais a saber, os Bacongo, Ambumbu, Ovimbundu, Tchokwe, Ovinganguela, Ociwambo e Khoisan .
Angola está situada na costa ocidental da África, abaixo do equador e a este do meridiano de Greenwich. Sendo as suas coordenadas geográficas extremas de 4º 22' de latitude sul a norte e 18º 02' de latitude sul a sul, o que dá uma amplitude latitudinal de 13º 40' e 11º 41' longitude e a ocidente, 24º 05' longitude e a oriente, pelo que amplitude longitudinal é de 12º 24'.
São seus limites fronteiriços: a norte, as Repúblicas do Congo e do Congo Democrático, a leste as Repúblicas do Congo Democrático e da Zâmbia, a sul ,a Namíbia, e a oeste o oceano Atlântico.
Fronteira angolana tem uma extensão de 6.487 km dos quais 4.837 são fronteira terrestre e 1.650 de fronteira marítima.

RELEVO

Quatro grandes zonas de relevo
a) Zona litoral 
Estende-se ao longo de toda costa de Angola entre o mar e curva de nível de 
400m, com uma largura bastante variável desde 15 a 20 km a sul de Benguela e 
até 200 km na bacia do rio Kwanza.
b) Zona de transição ou subplanálticas. Caracteriza-se por ter um relevo muito movimentado, constituído por uma espécie de escadaria em pequenas superfícies planalticas se encontram escalonadas e separadas por degraus vigorosos.
c) Zona de cadeia marginal de montanhas 
Esta região é constituída por uma série de elevações montanhosas que atingem 
geralmente altitudes superiores a 200m as mais importantes localizam-se nas 
províncias do Huambo e Huila, podendo-se citar-se entre outros, os morros do 
Moco e do Meco, as serras da Neve da Chela,etc. 
d) Zona planáltica
Ocupa grande parte do território nacional, tratando-se de um relevo antigo em que se podem percorrer centenas e de quilómetros sem que a altitude varie consideravelmente.

CLIMA

Há três grandes tipos de climas quentes 
Clima tropical húmido região em que a estação das chuvas é mais prolongada do que a estação seca no interior centro e leste Cabinda, Zaire, Uíge, Malange, Lundas Nortes e Sul. 
No clima tropical seco a estação seca dura mais do que a estação das chuvas- faixa costeira a sul de Luanda até a zona de clima desértico quente da região do Namibe e a restante fronteira sul. No clima desértico quente, próprio do deserto do Namibe, a precipitação é escassa.

Clima em Luanda
Em Outubro, o clima já é quente geralmente acompanhado de chuvas oscilando a temperatura entre os 25º e 31º

RIOS


Rio Zaire ( ou Congo) é o segundo rio de maior caudal do mundo serve de fronteira entre o nosso país e a república do Congo numa extensão de 150km desde Nóqui até a foz.
Rio Kwanza é o maior rio de Angola com cerca de 1000km de extensão e uma bacia hidrográfica que ocupa uma área de 147.690km2. Nasce junto de Mumbué no sul da província do Bié e desagua no mar, 70kms a sul de Luanda .
O Médio Kwanza é caracterizado por várias quedas e rápidos entre as quais a de Cambambe, onde foi construída um barragem Hidroeléctrica que fornece energia á capital do País; o Rio nesta parte do seu curso começa por inflectir para oeste, seguindo sempre nessa direcção. O Médio Kwanza acaba no Dondo.

O kuanza é o rio que dá o nome a moeda Nacional de Angola.

O rio Zambeze entra em Angola pela fronteira Norte da Província do Moxico, recebendo a partir daí muitos afluentes, que são rios Angolanos como lwena ou o lunguê-bungo. Sai de Angola pela fronteira Sul da mesma Província, atravessando depois a Zâmbia e indo desaguar em território Moçambicano, mais propriamente no Oceano Índico.

ATRACÇÃO TURÍSTICA

Parque Nacional integral do Luando, com uma área de 828.000 hectares na província de malange, para a protecção em especial da Palanca Negra Gigante, apenas existente em Angola
.
Parque Nacional de cangandala, com uma área de 60.000 hectares (Malange).

Parque Nacional da Kissama com uma área de 996.000 hectares na Província do Bengo onde existem espécies como o elefante, a pacaça e o potamochero.

Parque Nacional da Cameia (Moxico) com uma área de 1000.000 hectares. Existem nele o elefante, a palanca, o leão, o leopardo, o Chacal etc.

Parque Nacional do Bicuari, na Província da Huíla com cerca de 800.000 hectares, são frequentes nele o elefante, o Olongo, o Elande, o Gnu, a zebra etc.

Parque Nacional da Mupa, na Província do Cunene, para protecção em especial da Girafa. Tem a área de 660.000 hectares e existem nele também o Elefante, a avestruz etc.

Parque Nacional do Lona, na Província do Namibe com uma área de 150.150 hectares. Existem nele o rinoceronte, elefante, Guelengue do deserto, zebra, leopardo etc.

Reservas Especiais do Milando de Munbondo de Chimalavera.

O Gorila e o Chimpanzé apenas aprecem na zona natural da floresta do maiombe (Cabinda).

Nas zonas naturais mais húmidas do Norte do Centro e do Leste do País, abundam o Golungo, a Palanca Negra gigante, seixa, pacaça, elefante e o potamochero.

Nas regiões mais secas como o sudoeste e sudeste, abundam sobretudo as cabras de Leque o Guelengue do deserto ou o oryx, o Gnu ou boi, a vaca do mato, a impala o búfalo a chita o mabeco, o lince africano o elefante das savanas a zebra a girafa.

Algumas espécies animais são comuns a todo o território nacional, como a hiena o hipopótamo, a palanca Vermelha, o leão o leopardo etc.

Nota: Com o fim da guerra alguns destes parques estão a ser reactivados

O PENSADOR


A (peça) estatueta designada pensador é uma das mais belas esculturas de origem tchokwe, constituindo hoje o referencial da cultura inerente a todos angolanos, visto trata-se do símbolo da cultura nacional. Olhando para esta
Escultura misturam-se os sentimentos mais diversos e tentar exprimir a emoção que ela provoca, a estetica que lhe é intrínseca, sugere interrogar como admira-la. Ela representa a figura de um ancião que pode ser uma mulher ou um homem. Concebida simetricamente, face ligeiramente inclinada para baixo dimana um subjectivismo intencional. Em Angola, os idosos ocupam um estatuto privilegiado. Eles representam a sabedoria, a experiência de longos anos, os conhecimentos dos segredos da vida.


 

 
 

..........Copyright © Todos os Direitos Reservados CCI ANGOLA..........

Letzte Alternative

 

 
 
     
linken facebook twiter google Youtube angola angola